quarta-feira, 1 de junho de 2011

Recado de Fantasma

Ilustração: Rogério Nunes

Atenção turmas:
Segue o texto da Flávia Muniz, que foi trabalhado na última aula de Português, para vocês completarem a história. Caprichem!


Tudo começou quando nos mudamos para aquela casa. Era um antigo sobrado, com uma grande varanda envidraçada e um jardim. Eu me sentia tão feliz em morar num lugar espaçoso como aquele, que nem dei atenção aos comentários dos vizinhos, com quem fui fazendo amizade. Eles diziam que a casa era mal-assombrada. Alguns afirmavam ouvir alguém cantando por lá às sextas-feiras.
– Deve ser coisa de fantasma! – falavam.
– Se existe, nunca vi! – E então contava a eles que as casas antigas, como aquela, com revestimentos e assoalho de madeira, estalam por causa das mudanças de temperatura. Isso é um fenômeno natural, conforme meu pai havia me explicado. Mas meus amigos não se convenciam facilmente. Apostavam que mais dia menos dia eu levaria o maior susto.
Certa noite, três anos atrás, aconteceu algo impressionante. Meus pais haviam saído e eu fiquei em casa com minha irmã, Beth. Depois do jantar, fui para o quarto montar um quebra-cabeça de 500 peças, desses bem difíceis.
Faltava um quarto para a meia-noite. Eu andava à procura de uma peça para terminar a metade do cenário quando senti um ar gelado bem perto de mim. As peças espalhadas pelo chão começaram a tremer. Vi, arrepiado, cinco delas flutuarem e depois se encaixarem bem no lugar certo. Fiquei tão assustado que nem consegui me mexer. Só quando tive a impressão de ouvir passos se afastando é que pude gritar e sair correndo escada abaixo. Minha irmã tentou me acalmar, dizendo que tudo não passava de imaginação, mas eu insisti e implorei que ela viesse até o quarto comigo. Uma segunda surpresa me esperava:

Agora é com vocês, postem a sua versão do final da história nos comentários.
Um beijo da pró!

25 comentários:

  1. Uma segunda surpresa me esperava...tres fantasma todo brancos.Com ar gelado e muito assustador.Eu fiquei com muito medo.Minha irmã pegou a vassoura e "baf buf"minha irmã assustou os fantasmas com a vassoura e a cara feia dela e os fantasma nunca mais voltaram.Minha casa passou ser chamar casa desassombrada.Mariana F. Leal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nossa que lega gostei muito

      Excluir
    2. e outra pessoua ta parabens

      Excluir
  2. pro adorei a historia muito legal bjs! S2

    ResponderExcluir
  3. A peça que estava desaparecida está junto com as outras, fiquei assustado contei a história para minha irmã Beth e ela ficou asustadissíma e falou que tinha um fantasma na casa. Saímos correndo descemos a escada e fomos abrir a porta, mas só que estava trancada. Saltamos a janela e fomos á casa dos vizinho e contamos para eles, que ficaram assustadíssimos

    ResponderExcluir
  4. Quando ele chegou no quarto encontrou um brinquedo muito bom,O jogo do hot wheels,muito incrivel para ele que nunca teve um brinquedo desse.Nesse dia ele chamou os amigos para brincar não conseguiu dormir,Levantou da cama para brncar sozinho porque os amigos estavam dormindo.Quando os país dele acordaram e foram no quarto dele,ele estava sentado na cama brincando com o jogo dele do hot wheels!!!

    assinado:Camila souza♥♥

    ResponderExcluir
  5. Quando eu e minha irmã chegamos no quarto não vimos nada, estava como deixei, tudo em ordem.Quando estávamos no meio da escada ouvimos um som de piano. Eu corri com minha irmã para onde o piano estava, mas não tinha nada tocando. Quando a gente chegou mos perto o piano estava tocando sozinho, nós fomos ver se alguen deixou ele tocando. Mas não podia ser, porque não estava progomado para tocar. Aí o mesmo vento gelado passou por mim e por minha irmã, ai a gente momtou uma barraca no meio da sala, ai achei um copo de vidro cheio de sangre e descobri que aquele sangre era do meus pais. E se mudamos para casa de minha vó.

    ResponderExcluir
  6. Hummm, estou adorando, mas é preciso atentar para a ortografia!
    E cadê a turma A???

    ResponderExcluir
  7. um fantasma pegou a minha irmã e eu sai gritando dentro de casa ai quando eu tentei sai mais a porta tava trancada ai eu tentei pela janela mais tava travada ai eu subi para meu quarto ai meus pais chegou e o fantasma foi embora depois votou é mando todo mundo irei embora da li ai nos fomos para outra casa ai nos ficamos feliz.

    descubra quem escreveu isso pro foi da turma A descubra rsrsrsrsrsrsrsrs eu te amo

    ResponderExcluir
  8. Sabrina e Camila O.♥♥1 de junho de 2011 22:30

    Quando eu e minha irmã fomos ao quarto vimos um fantasma passando com um livro. Então,eu e minha irmã bety ficamos curiosos,e famos atras dele sem ele desconfiar.
    Então ele entrou em um quarto abondonado,quando o livro em uma gaveta trancada com chave,nois achamos quando a gente abril a gaveta,pegamos o livro e lemos. Ali tinha fotografias da familia daquele fantasma,na ultima pagina tinha a mãe dele e tinha uma coisa escrita assim:mãe,te amo...♥

    ResponderExcluir
  9. Eu e minha irmã subimos para o quarto.Chegando lá o fantasma começou a jogar coisa na gente.quando nossos pais chegaram a porta estava trancada meu pai arronbou a porta.minha mãe pegou o abaju jogou no fantasma ele se assustou,foi embora e nunca mais voutou...fim da história

    ResponderExcluir
  10. Respostas
    1. sae dae loko e mentira prof ele ta falando que perdeu so pra nao fazer

      Excluir
  11. ele chegou no quarto encontrou um bicho enorme ai ele fugiu com a irmã

    ResponderExcluir
  12. quando estavamos subindo para o quarto com minha irmã ouvimos passos vindo do quartoagenti fico asustados minha irmã que penso que tudo fosse imaginação minha fico asustada morendo de medo ela chega ,tremia quando agenti chegamos na porta do quarto que abrimos os quebra-cabeças estavam tudo flutuando e uma ventania só minha irmã dismaio não deu tempo de eu pegar ela porque eu sai correndo pela porta.

    ResponderExcluir
  13. Tudo começou quando nos mudamos para aquela casa. Era um antigo sobrado, com
    uma grande varanda envidraçada e um jardim. Eu me sentia tão feliz em morar num lugar espaçoso como aquele, que nem dei atenção aos comentários dos vizinhos, com quem fui fazendo amizade. Eles diziam que a casa era mal-assombrada. Alguns afirmavam ouvir alguém cantando por lá às sextas-feiras.
    - Deve ser coisa de fantasma! - falavam.
    - Se existe, nunca vi! - E então contava a eles que as casas antigas, como aquela, com revestimentos e assoalho de madeira, estalam por causa das mudanças de temperatura. Isso é um fenômeno natural, conforme meu pai havia me explicado. Mas meus amigos não se convenciam facilmente. Apostavam que mais dia menos dia eu levaria o maior susto.
    Certa noite, três anos atrás, aconteceu algo impressionante. Meus pais haviam saído e eu fiquei em casa com minha irmã, Beth. Depois do jantar, fui para o quarto montar um quebra-cabeça de 500 peças, desses bem difíceis. Faltava um quarto para a meia-noite. Eu andava à procura de uma peça para terminar a metade do cenário quando senti um ar gelado bem perto de mim. As peças espalhadas pelo chão começaram a tremer. Vi, arrepiado, cinco delas flutuarem e depois se encaixarem bem no lugar certo. Fiquei tão assustado que nem consegui me mexer. Só quando tive a impressão de ouvir passos se afastando é que pude gritar e sair correndo escada abaixo. Minha irmã tentou me acalmar, dizendo que tudo não passava de imaginação, mas eu insisti e implorei que ela viesse até o quarto comigo. Uma segunda surpresa me esperava: o quebra-cabeça estava montado, formando a imagem de uma casa com um jardim bem florido. No entanto, meu jogo formava o cenário de uma guerra espacial, eu tinha certeza!
    No dia seguinte, fui até a biblioteca pesquisar o tema. Eu e Beth encontramos dúzias de livros que tratavam de fatos extraordinários e aparições. E a explicação para eventos desse tipo foi a seguinte:
    Que o fantasma era o dono de um cemitério, que fica em baixo da casa onde eles moram.
    E o jardim florido, era porque o dono que morreu era um jardineiro, e por mesmo que tenha morrido, ainda gosta de jardinagem e ele montou aquele quebra cabeça, por que queria que aquela casa, sempre estivesse bonita cheia de flores e plantas. E todas as sextas ele vai visitar o jardim...
    *
    -----------------------------------------------------------------
    Hoje minha casa tem o jardim mais bonito da rua. Centenas de lindas margaridas brancas florescem a maior parte do ano (para total espanto da vizinhança). O fantasma? Nunca mais vi. Decerto passeia feliz pelo jardim, nas noites de lua cheia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. muito legal o final foi criativo

      Excluir
    2. sae dae a minha prof da escola que eu estudo passou essa liçao pra gente fazer ela deu um final pra nos nao ter muito trabalho pra fazer o final da estoria e no final da historia tava escrito isso que ta no final desse texto






      Excluir
    3. seus paga paus seus ladroes

      Excluir
  14. Uma Segunda Surpresa me esperava - o quebra cabeça estava montado, formando a imagem de uma casa com um jardim florido. No entanto , meu jogo formava o cenário de uma guerra espacial, eu tinha certeza.
    No dia seguinte, fui a biblioteca pesquisar o tema. Eu e Beth encontramos dúzias de livros que tratavam de fatos extraordinários e aparições. E a explicação para eventos desse tipo foi a seguinte.
    Que o fantasma era o dono de um cemitério, que fica em baixo da casa onde eles moram.
    E o jardim florido, era porque o dono que morreu era um jardineiro, e por mesmo que tenha morrido, ainda gosta de jardinagem e ele montou aquele quebra cabeça, por que queria que aquela casa, sempre estivesse bonita cheia de flores e plantas. E todas as sextas ele ia visitar o jardim...
    Hoje minha casa tem o jardim mais lindo da rua. Centenas de lindas margaridas brancas florescem a maior parte do ano (para total espanto da vizinhança). O fantasma? Nunca mais vi. Decerto passeia feliz pelo jardim, nas noites de lua cheia.

    ResponderExcluir
  15. eu perdi meu texto rsrsrsrsrsr

    ResponderExcluir
  16. uma seginda surpresa me esperava quando subi as escadas eu e minha irmã beth vimos tudo baguçado saimos correndo e descemos as escadas bem rapido quando eu olhei pra tras estava tudo preto e me esconde quando eu me dei conta estava numa casa cheia de sangue minha mae e meu pai estavam presoa e sem olho critei e acordei de um sonho !

    ResponderExcluir
  17. Recado de fantasma,tem como vc me ajudar a uma reescrita desse texto

    ResponderExcluir